top of page
Buscar

Amazon USA cobra TAXA por ESTOQUE BAIXO no Fulfillment FBA a partir de Março e Abril de 2024

Foi divulgado pela própria Amazon em sua Central de Vendedores (Seller Central: https://sellercentral.amazon.com/help/hub/reference/GV43F6S76Y9DHYRH) que a partir de 1º de abril de 2024, Amazon USA vai cobrar taxa por ESTOQUE BAIXO no Fulfillment FBA a para produtos de tamanho padrão nos Estados Unidos, quando o inventário estiver consistentemente abaixo da demanda do cliente.


Esta medida visa incentivar os vendedores a manterem níveis adequados de estoque, melhorando a capacidade de distribuição da Amazon, velocidade de entrega e reduzindo os custos de envio.



Amazon USA cobra TAXA por ESTOQUE BAIXO no Fulfillment FBA a partir de Março e Abril de 2024


A taxa será aplicada apenas quando os níveis de estoque do produto, em relação à demanda histórica (dias de estoque histórico), forem inferiores a 28 dias. Essa avaliação considera tanto o desempenho de longo prazo (últimos 90 dias) quanto de curto prazo (últimos 30 dias). A taxa adicional será incorporada à taxa de cumprimento do FBA (Fulfillment by Amazon) para todas as unidades enviadas dos produtos elegíveis.


Existem isenções para novos vendedores profissionais durante os primeiros 365 dias após receberem o primeiro estoque, produtos novos no FBA durante os primeiros 180 dias após receberem o primeiro estoque (caso estejam inscritos no FBA New Selection), e produtos reabastecidos automaticamente pelo Amazon Warehousing and Distribution.

Os detalhes da taxa variam de acordo com a categoria de tamanho e o peso de envio do produto. Por exemplo, para produtos pequenos padrão de até aproximadamente 450 gramas, a taxa pode variar de $0,32 a $0,89 por unidade enviada, dependendo dos dias de estoque histórico. Produtos maiores têm taxas correspondentes mais altas.


Para ajudar os vendedores a gerenciar essa nova taxa, a Amazon oferece ferramentas para monitorar o "dias de estoque histórico" no painel do Inventário do FBA. Além disso, alguns produtos e vendedores novos no FBA são isentos da taxa por períodos determinados.


A taxa é calculada com base no desempenho de estoque do produto no nível do produto pai, significando que todas as variações de um mesmo produto serão consideradas em conjunto. Isso é particularmente relevante para produtos com múltiplas variações e demandas incertas.


Os vendedores podem minimizar ou evitar essa taxa mantendo os níveis de estoque acima dos mínimos estabelecidos ou participando de programas de reposição automática da Amazon, onde aplicável.

Para produtos com vendas promocionais ou sazonais, a estratégia de gerenciamento de inventário pode precisar ser ajustada para evitar a taxa.


Essa nova política destaca a importância de um gerenciamento eficaz de inventário, incentivando os vendedores a equilibrarem melhor suas quantidades de estoque em relação à demanda dos clientes, enquanto busca melhorar a eficiência da cadeia de suprimentos e a experiência do cliente na plataforma Amazon.


Como os vendedores nos Estados Unidos estão recebendo esta nova regra?


Avaliamos como os vendedores norte americanos estão recebendo esta nova regra e a seguinte análise mostra como está o clima nos Estados Unidos referente ao assunto.


Os comentários dos vendedores sobre a introdução da taxa de baixo nível de estoque pela Amazon revelam uma variedade de preocupações e sentimentos negativos. Aqui estão os principais pontos abordados e o sentimento geral:


  1. Impacto de Atrasos no Recebimento do FBA: Muitos vendedores expressaram preocupação de que atrasos no recebimento de envios pelo FBA poderiam injustamente desencadear a taxa de baixo nível de estoque, aumentando as despesas sem culpa do vendedor.

  2. Falta de clareza para Itens Sazonais e de Baixa Rotação: Vendedores de produtos sazonais ou de baixa rotação questionaram como a taxa os afetaria, sugerindo que a política poderia penalizá-los por padrões naturais de vendas.

  3. Divisão de Responsabilidade para ASINs com Múltiplos Vendedores: Surgiram dúvidas sobre como a taxa seria aplicada em ASINs compartilhados por múltiplos vendedores, especialmente em relação aos requisitos mínimos de inventário.

  4. Sentimento de Aumento de Taxas Injustas: Uma percepção comum entre os vendedores é que a taxa de baixo nível de estoque representa mais uma maneira de a Amazon lucrar às custas dos vendedores, muitos dos quais já se sentem pressionados por taxas e políticas existentes.

  5. Impacto em Pequenos Negócios e Produtos de Baixa Margem: Especialmente notável foi a preocupação com o impacto desproporcional em pequenos negócios e produtos de baixa margem, onde qualquer taxa adicional pode significar a diferença entre lucro e prejuízo.

  6. Desafios de Gestão de Inventário e Estratégia de Vendas: Alguns vendedores destacaram o dilema de gerenciar inventário efetivamente sem incorrer em taxas, questionando a viabilidade de estratégias de vendas dadas as novas taxas.

  7. Pedidos de Reconsideração ou Ajuste da Política: Vários comentários incluíram apelos para que a Amazon reconsiderasse ou ajustasse a política, sugerindo que a taxa poderia ter consequências não intencionais para a diversidade e disponibilidade de produtos no mercado.



O sentimento geral dos vendedores é de frustração e preocupação, com muitos questionando a justiça e a praticabilidade da taxa de baixo nível de estoque, especialmente à luz de desafios operacionais e estratégicos existentes.


E se esta moda pega aqui no Brasil?


A Amazon brasileira normalmente aplica regras semelhantes das que já são aplicadas em território norte-americano. Não seria surpresa que esta taxa para estoque baixa também dessas caras aqui entre territórios nacionais do Brasil.


Não somente a Amazon, mas o próprio Mercado Livre tem por histórico, digamos, se espelhar nas ações da Amazon e também tomar isso como ação.


Nada ainda foi declarado aqui no Brasil a respeito a esse assunto, se a própria Amazon também vai aplicar essa regra por aqui. Mas fica no ar questão: a regra de cobrança para o estoque baixo se aplicar também no Brasil, você estaria preparado com o nível de controle de estoque suficiente para não ser taxado?


A intensão é boa, ou cobrar por Estoque Baixo no Fulfillment FBA é mais uma forma da Amazon fazer o seller pagar taxa?


Amazon justifica esta regra conforme o período na experiência do cliente (comprador), buscando assim uma melhor eficiência na entrega e por consequência melhor experiência de compra do cliente.

No mundo caótico do e-commerce, e por que não dá paz histórica do próprio varejo, os desafios naturais já são mais do que suficientes para tornar este jogo extremamente difícil.


A regra da Amazon parte de uma justificativa interessante na melhora da experiência do cliente (comprador) mas ao mesmo tempo coloca no vendedor (seller) uma tremenda responsabilidade e necessidade de controle. Geralmente esse aumento de taxas e dificuldade para se vender nos marketplaces levam ao aumento dos custos por parte do vendedor (seller), que naturalmente repassa esses custos para o produto, e esse produto acaba saindo mais caro ao próprio consumidor.


No final das contas, mesmo com algumas empresas saindo do jogo e parando de vender determinados produtos devido à alta na burocracia e nas taxas, empresas que possuem maior capital e fôlego financeiro, até mesmo empresas que possuem mais capacidade de gestão, seguem na luta e acabam repassando custos ao consumidor, inicialmente protegido pela Amazon nesse exemplo que justifica a criação dessa taxa, acaba no final das contas tendo uma experiência melhor mas pagando mais caro caro pelo produto produto.

Obviamente esta é uma avaliação não pragmática, e de forma tendenciosa de quem escreve esse artigo, uma vez que o nosso espírito de seller se revolta ao se deparar com novas taxas e mais dificuldades do processo de venda e administração das empresas.


Vamos ficar de olho na cena dos próximos capítulos e entender na prática qual o efeito desta mudança.


Me diga aí você. Como você recebe esta notícia? Você estaria preparado para enfrentar o mesmo aqui no Brasil?


Comments


bottom of page